Minor Film & Media

Filme e mídia menor

// South Small Sister // Irmã Menor do Sul //

 

A partir do impulso dado pelo Prêmio Public Air Space recebido pela Agência SSS- South Small Sister, houve o convite para levar a cabo o processo formAtivo.  Nele nos reunidos  com jovens da região do Porto de Suape em Pernambuco, Brasil para, em torno da técnica de montagem de um flone (flone.cc), discutir a imagem técnica e conversar sobre os  processos de  contravisualidades. O trabalho que reuniu outras frentes e agentes se desdobrou em diferentes ações e práticas artisticas.

// ENG //

Starting with the Grant Public Air Space received by SSS- South Small Sister an invitation was done to start doing weekly meetings for this educational-activist process. Gathered around the technical issues of assembling a flone (flone.cc), a group young videomakers and performers  started to discuss and think about the technical image and about our process of generating counter surveillance images. The work gathered other actions and collaborators and made possible different actions and artistic practices.

 

+em/ on:  ssssouthsmallsister.wordpress.com

 


// Ventana a la Biodiversidad // Mbya- Guarani //

 

// PT //

A convite da rede Ventana a la BioDiversidad apoiada pelo programa Ibercultura Viva se desenvolveu na Aldeia Mata Verde Bonita / Ka’aguy Hovy Porã o curso de filme e media menor. Foram 2 semanas de trabalhos com crianças, uma turma de jovens iniciados nas midias e um cineasta indigena – Miguel Verá Mirim.

// ENG //

The project goal was to do a minor film and media workshops in a indigenous village called Ka’aguy Hovy Porã in Rio de Janeiro, Brazil. We spent two weeks working with children, a group of young adolescents an indigenous filmmaker – Miguel Verá Mirim.

 

Metodologia/ Metodology

 

Mbyatubes – A peça resultante do processo / The piece that emerged from the workshop process

+ em/on : http://www.ventanaalabiodiversidad.org

 


// Cinema Menor: Do professor-artista ao artista-professor  //

Apresentação Mesa Redonda.Pedagogias da /na Imagem – (Re)Pensando Métodos de Formação em Audiovisual. MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães. 13.12.15

// ENG //

Roundtable: Pedagogy in / on images- (Re)Thinking Methods for Audiovisual Formation. MAMAM – Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães. 13.12.15


// Fazer o Mundo Fazendo Video //

Entre 2014-2016  foi desenvolvida a consultoria/coordenação pedagógica para o Programa Fazer o Mundo Fazendo Video a convite da ong Ação Darmata. Nele jovens de 15 a 20 anos aprenderam a desenvolver midias (filmes, videos, gifs) calcados no pensamento.

Os trabalhos feitos estão disponíveis em: https://vimeo.com/fazeromundofazendovideo

// ENG //

Between 2014 – 2016  a consultancy of an Educational Program “Fazer o Mundo Fazendo Video” was made. The invitation came from the NGO Ação Darmata. In this program young students experiment with media (films, video, gifs) in order to generate thought.

The works are available here: https://vimeo.com/fazeromundofazendovideo

 


Cartilha // Cinema (Des)montagem //

logos




// Minha Cidade Filmo Eu! //

boceto con camara cinema

Por três meses trabalhei como professor no Curso “Minha Cidade Filmo Eu” no Brasil Desenvolvemos 6 curtas – metragens com os jovens-gênios. Criamos um manual para ajudar no curso, para um livre curso pelo cinema.

// ENG //

For three months I`ve worked as a film teacher in Brazil. We`ve developed 6 short films along with those genius young guys. To facilitate the process we’ve made a simple manual to help in the course, this free journey through cinema.

 // Cartilha para um livre curso pelo cinema // Manual for a free filmmaking


// Oficina Cinema e.e.e //

cartaz oficina con logos_1090131

EMENTA

A oficina visa estimular o pensamento/prática de um cinema de tessitura experimental. O encontro começa com uma pergunta: Qual é a natureza de uma ação experimental? Visando avistar resposta(s), propõe uma travessia pelas diferentes instâncias fílmicas na qual ações experimentais foram realizadas. Gravitando sobre eixos definidos: filme ensaio, experimental (errático) e expandido encontraremos na prática – através da feitura de diferentes exercícios/filmes – a atitude e o pensamento que podem modular este tipo de cinematografia.

// Cronograma Oficina 5 encontros //

Encontro 0 : Conjecturas espontâneas. (4hs)
Se apresentaram as ferramentas possíveis para as ações experimentais. A partir das afecções ativadas pelos materiais, se sugere aos participantes uma aproximação táctil, poética e prática com o cinema.

Encontro 1: Filme-Ensaio, um caso. ( 3hs)
Se pretende apresentar brevemente a idéia de “caso” a diferenciando de “exemplo” e de “instancia”. O objetivo é criar a possibilidade de um encontro aberto com os trechos de filmes apresentados durante a oficina, evitando sínteses conclusivas e estimulando afirmativamente os exercícios práticos. Neste encontro se apresentarão casos de filmes-ensaio.

Encontro 2: Errática, ou a contribuição milionária de todos os erros. (3hs).
Oswald, Oiticica, Jonh Cage, o correto erro, o azar numa vida de criação. Tomaremos casos de filmes que nos ajude a pensar as zonas de afecção entre o cinema e a vida.

Encontro 3: Cinema expandido: particular sem geral.(3hs)
A idéia de expansão nos leva a idéia de unidade, de fronteira, limite. Como ver com olhos livres? Estimularemos o pensamento sobre este cinema a partir de visualizações de casos/filmes.

Encontro 4: Cinema (s): o invisível devora um rio de luz. (4hs)
Práticas de cinemas possíveis. Utilizaremos a matéria-energia e informação acumulada em exercícios práticos livres.

Encontro 5: Cinema e.e.e… (4 hs)
Práticas possíveis de cinemas, Momento de estabilização da matéria- energia e informação.